Skip to content

Reflexões sobre o meu “exílio”

sexta-feira, março 27, 2009

Me considero, sem qualquer orgulho especial ou sob a forma de um privilégio, num “estado de exílio”. Não fui tecnicamente expulso ou “obrigado” a deixar minha terra natal, embora toda a implicação disso seja de ordem subjetiva e, sob certos aspectos, eu possa me considerar sim um fugitivo. Estou afastado voluntariamente de muitos vícios coletivos, de algumas desilusões específicas e pessoais e, sobretudo, de um contexto que impele a determinados comportamentos indesejados. “Em casa” me sentia oprimido pelo trabalho estranho à minha maior paixão e deficitariamente remunerado, pela imposição do tempo, pelo calor absurdo que me atinge de modo particular, pela tacanhice de pensamento. Imaginei vir para um contexto mais favorável. Nasceu em mim a dúvida se se trata de fato de um contexto mais “favorável”, ou se de apenas outro contexto, com outros vícios que serão incorporados e dos quais, talvez, seja preciso fugir. Espero para ver e, então, poder julgar. Enquanto isso, reflito sobre as palavras de Edward Said:

O exílio nos compele estranhamente a pensar sobre ele, mas é terrível de experienciar. Ele é uma fratura incurável entre um ser humano e um lugar natal, entre o eu e seu verdadeiro lar: sua tristeza essencial jamais pode ser superada. E, embora seja verdade que a literatura e a história contêm episódios heróicos, românticos, gloriosos e até triunfais da vida de um exilado, eles não são mais do que esforços para superar a dor mutiladora da separação. As realizações do exílio são permanentemente minadas pela perda de algo deixado para trás para sempre.”

Edward Said, Reflexões sobre o exílio, Companhia das Letras, 2003, pág. 46.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: