Skip to content

Silêncio

terça-feira, setembro 16, 2008

Tenho a tela em branco, uma folha inteira por preencher. Parece se estender por quilômetros e quilômetros. Não é este espaço que guarda silêncio. Sou eu próprio. Não consigo articular dois parágrafos sequer num momento crucial como esse. A cabeça gira projetando os lugares por conhecer, as experiências por viver. Ronda também os sentimentos do coração, invariavelmente apertado pela distância e pela saudade. Por fim, o silêncio é obsequioso, muito mais feliz que triste. Mas, ainda sim, silêncio. 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: