Skip to content

Passado

terça-feira, janeiro 22, 2008

Cada vez mais a contemporaneidade me desestimula e me interesso menos pelo que se passa à volta, exceção feita ao que é verdadeiramente novo ou àquilo que me é “apaixonável”. O problema de nossos dias é exatamente esse: ou revela-se sem encanto, ou é a repetição da repetição. Entrego-me ao estudo do passado e encontro uma desculpa bastante razoável para isso: até bem pouco, a trajetória da Humanidade encontrava justificativa em inexperiências, descobrimentos, inovações. Já há ao menos dois séculos, nada temos de verdadeiramente novo. Para que não haja confusão, digo das idéias, não das aplicações. Existem as revoluções tecnológicas, uma atrás da outra, mas me deprime o fato de repetirmos erros grosseiros sem a escusa de estarmos numa encruzilhada inédita da História do mundo. Sei que me faço confuso, mas resumo a questão em humildes perguntas: acaso explica-se satisfatoriamente o fato de termos, no século XX, o maior conflito da Humanidade, duzentos anos após aquilo que convencionamos Luzes e distanciados o bastante do período a que chamamos “Era das Trevas”, senão pela absoluta incapacidade do Homem de aprender com os próprios erros? Se a História move-se em espiral, o que faz com que repitamos falhas grotescas, algumas em escala progressivamente maior? Por que a Segunda Guerra Mundial, o racismo, as injustiças sociais, por exemplo, ocorrem e continuam ocorrendo muito depois de tragédias menores ou iguais terem tomado lugar na Terra? Estamos desconhecendo o passado a ponto de não evitar que se repitam? Acho que é este o caso.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: