Skip to content

Scherzo italiano

quinta-feira, novembro 29, 2007

Confesso que fiquei um pouco ofendido e, sobretudo, incrédulo. Mas acabo entendendo a brincadeira. Até porque deve ter sido criada por algum ítalo-americano. No mais, esse é o tipo de estereótipo que se baseia na ignorância de certos contextos — no caso, as diferenças regionais da Itália. Há uma distinção bastante clara entre norte e sul italianos no que tange a modos e maneiras, o que salta aos olhos em nosso tempo. Na parte setentrional encontra-se uma sociedade mais cosmopolita, industrial, polida (apesar do gênio típico italiano); já no sul a agricultura como fonte principal manteve um jeito rude de ser, o que leva a preconceitos absolutamente tolos. É difícil fazer crer a um desconhecedor da história da Itália a diferença interna entre os “diferentes” italianos, mas pode-se usar como referência as colonizações. Para os americanos e paulistas, a identidade “típica” italiana é essa aí mesmo. Já muitas outras regiões (como o nosso Sul e Argentina) vêem com estranhamento esse comportamento. A explicação está, novamente, na geografia e a na História: quando da imigração no século XIX, EUA e São Paulo, por exemplo, receberam contingentes oriundos das partes meridionais da Bota (Sicília, Campânia, Basilicata, Púlia, etc.), ao passo que ao Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Uruguai e Argentina coube a massa de imigrados do norte italiano (Vêneto, Lombardia, Piemonte, Ligúria). Os sulistas eram , em grande parte, agricultores e os nortistas, trabalhadores manuais. Outra questão importantíssima (jamais comentada nas escolas) é que a Igreja, como representante do Antigo Regime — que a Revolução Francesa começou a destruir e que simbolizava tempos medievais em pleno século XIX —, opôs-se ferrenhamente contra a unificação italiana. Por motivos bastante claros, é bem evidente: perda de poder e territórios, No que foi punida, diga-se, restando-lhe a Praça de São Pedro, ou melhor, o “país” Vaticano. Mas o fundamental é compreender que o mundo vinha transformando-se em progressão geométrica, a Itália estagnada, em tímida progressão aritmética. Quando da rebelião liderada por Garibaldi, a Velha Bota já exibia o contraste norte-sul gritante.

Tudo isso pra justificar um scherzo, uma brincadeira. Levo tudo a sério demais, parece. De qualquer forma, preciso deixar registrado que vi antes com orgulho a parte do café: prova do bom gosto e requinte genuinamente italianos. Algo de bom deveria haver, ora…

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: