Skip to content

Música por perto

terça-feira, novembro 27, 2007

Sergei Vasilyevich Rachmaninoff transpirava música. Era um perfeccionista e diz-se que sentia-se sinceramente infeliz ao executar suas próprias composições. “Por ter feito tantas coisas, tenho receio de não ter usado corretamente a minha existência”, atordoava-se. No entanto, tinha a alma leve, esse russo descendente de antigos tártaros, divertindo os amigos com brincadeiras espirituosas. O pai alcoólatra dera o primeiro incentivo à carreira artística do pequeno Rachmaninoff ao falir a família e desaparecer definitivamente. Daí em diante, o músico enfrentou a recusa dos mestres e as próprias dificuldades e decepções. Teve também pequenos trunfos, como uma possível Síndrome de Marfan a lhe alargar as mãos, fazendo-as chegar a 30 centímetros, permitindo atingir uma 13ª no teclado do piano. Foge da revolução socialista em sua pátria e atinge o reconhecimento graças às platéias ocidentais, na Escandinávia, Suíça ou Estados Unidos, onde radicou-se na parte final de sua vida. Mesmo com o sucesso, não escondia o temor que lhe implicava o desgosto de seus ouvintes. Mas entregou-se, sempre, ao prazer da arte. “A música é suficiente para toda uma vida, mas uma vida não é suficiente para toda a música”. O governo soviético “perdoou-lhe” a desconfiança, garantindo salvo-conduto para que revisse sua velha e venerada Rússia, mas Rachmaninoff não chegou a sabê-lo: morreu a 28 de março de 1943, na generosa Califórnia. No leito final, insistia em ouvir música rondando-o, perto. Nada havia, exceto a paixão a lhe fazer correr ainda o sangue. A verdade acabou por consternar o pobre artista: “Então a música está na minha cabeça”. E morreu.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: