Skip to content

Páginas escurecidas pelo tempo

sexta-feira, setembro 14, 2007

“Livros devem ser velhos”, pensei comigo, como a desculpar a compra recém feita, páginas amarelecidas e papel de relevo antigo. Mas, de qualquer forma, descobri algo com a nova política de adquirir livros publicados há décadas: para além do conteúdo em si, as próprias páginas têm algo a contar. Anotações nas margens, carimbos de antigas livrarias de proprietários talvez já falecidos, dedicatórias, recortes a marcar páginas outrora importantes. Evidentemente que aquele que estima o objeto em si como complemento do que o livro traz em palavras não se agrada em encontrar rabiscos a esmo e farelos de páginas. Foi ao fazer essa distinção entre traços tolos e anotações da história de algo ou alguém que me permiti entrar em outro nível de amor aos livros. Antes, tudo deveria estar em seu devido lugar, dobras inexistentes, ausência total de qualquer herança de antigos donos. Por praticidade, preferia os livros novos, comprados caros pela “exclusividade”. Dispensável dizer que isso transformava-se no maior limitador que um leitor pode elencar — alguém já disse que não é preciso censurar a literatura, o preço já o faz. Outro problema então irreversível era a oferta: ficava-se ao bel-prazer das republicações, que é óbvio que já se publicou obras qualitativa e quantitativamente melhores do que se publica atualmente. Desfiz a má interpretação por raciocínio lógico (menor valor, mais aquisições), mas também por um certo romantismo que me tomou de assalto ao folhar velhas edições. Hoje trouxe do sebo duas edições da década de 1960, certo de portar um tesouro.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: