Skip to content

Ato de contrição

sexta-feira, julho 27, 2007

Normalmente vítima atroz de dúvidas e relativismos, sou acometido de misteriosa certeza, mediante “inegáveis fatos”: o culpado pelo desastre de Congonhas é Lula, como não poderia deixar de ser. De súbito, percebi que pouco importa o lobby das companhias aéreas por um aeroporto situado no coração da maior metrópole da América Latina, tampouco a irresponsabilidade e incompetência de dezenas de autoridades específicas, incluíndo omissão e prepotência. Mesmo a negligência aparente da TAM ao permitir o funcionamento de uma aeronave diagnosticada com problemas não abala minha convicção. Claramente vê-se a irrelevância do contexto de falhas técnicas. Afinal, desastres não acontecem à toa e, pelo que pude apurar, este foi o primeiro a ocorrer em nosso país. Sou obrigado a admitir, mesmo mantendo do PT desconfiança similar a toda a classe política brasileira: parece que faltou ao presidente iletrado, na hora da aterrizagem, a mesma competência e destreza que exibe ao converter os miseráveis brasileiros na “maior massa vagabunda do mundo”.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: