Skip to content

Somente a verdade, nada mais

quarta-feira, junho 27, 2007

A verdade é que fez-se justiça, o Boca venceu porque prevaleceu, a despeito da horrenda falha de arbitragem no primeiro dos cinco gols, ainda na Bombonera, bravamente encarada. Verdade também que o Grêmio superou suas próprias deficiências e estabeleceu um novo limite, muito além do imaginável. Não estaremos incorrendo em erro ou injustiça ao dizer que Mano Menezes fora o grande arquiteto dessa campanha redentora, e aqui também não há qualquer exagero a desafiar a realidade factual. Bem verdade ainda que os placares, ou escores, não refletiram os movimentos do campo e se pode dizer — seguro do perigo da ficção, que não nos interessa aqui — que o Grêmio sofreu três gols em partida na qual mereceu menos e dois naquele em que o adversário produziu mais, muito mais. Verdade verdadeira, entre tantas outras que se poderia elencar, é que dói, mas ainda assim orgulha ver equipe tão limitada figurar no pódio graças ao seu senso de entrega, de combatividade, de inteligência em jogar futebol e espírito bravo e aguerrido, sempre auxiliado por torcida invulgar. Parabéns, Grêmio.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: