Skip to content

Tiranos. Tiranos?

segunda-feira, março 26, 2007

Nos últimos dias, a Rússia agitou-se em manifestações espontâneas contra o presidente Putin e outras nem tão autônomas, a favor. Detalhe é o contexto: repressão violenta para aquelas, câmeras e escolta para essas. Nos chegam notícias de que o atual governo fomenta o nacionalismo — exacerbado — com painéis nas ruas evocando, por exemplo, a vitória soviética contra os nazistas na Segunda Guerra. A xenofobia galopa a trote solto e observadores apontam o país das babushkas como o mais reacionário da Europa, com ondas freqüentes de violência. Recentemente, Putin mandou um recado ao presidente Bush, afirmando que os Estados Unidos não podem (e, no que depender da Rússia, não irão) mandar e desmandar em todo e qualquer país do mundo a seu bel prazer. Isso foi interpretado como um reavivamento momentâneo da Guerra Fria, mesmo que em outras circunstâncias, muito menos tensas. A prova desse posicionamento é a questão do programa nuclear iraniano, onde a Rússia não compartilha da esquizofrenia espalhada pelo Ocidente. Pode parecer bom senso, mas bem pode ser estratégia. Até porque Putin enfrenta acusações de conspiração, terrorismo de Estado, lavagem cerebral e outros que tais totalitários. Não precisa ser contrário à política do presidente russo para desconfiar, ou lamentar, a forma como Putin exerce o poder: a repressão violentíssima ao separatismo checheno, a xenofobia estimulada, uma economia voltada aos interesses das elites que colocaram nos bolsos o que sobrou do colapso soviético e, muito provavelmente, os assassinatos encomendados da jornalista Anna Politkovskaya e do espião Alexander Litvinenko, entre tantos outros, além da coersão psicológica.

Vivemos, é claro, submersos em ignorâncias, sendo que a mais eloqüente delas é o silêncio frente a evidências. A Veri, sensibilizada por descobertas feitas a partir da biografia de Fidel Castro escrita por Ignacio Ramonet, faz um raciocínio que compartilho em gênero, número e grau. Putin é responsável por um governo corrupto, imoral, sorrateiro e ideologicamente totalitário, inclusive no seu modus operandi. Controla, no entanto, gigantescos montantes de dinheiro oriundos de empresas petrolíferas, tem o fornecimento de energia da Europa na mão, manda executar adversários, aprofunda a diferença entre pobres e ricos e governa despoticamente, a despeito do efeito negativo ao seu próprio país, cada vez mais isolado. Tudo isso, e ouvimos apenas murmúrios, ao passo que o pequenino país de Fidel e a Venezuela — que, mesmo por algumas linhas tortuosas, colocam em marcha uma mudança social respeitável — são governados por tiranos, “ditadores”. Algo está errado e o problema é, de novo, o foco.

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Veri permalink
    terça-feira, março 27, 2007 2:13

    Eu tinha entrado no blog para reclamar da falta de atualização. Me dei mal.

    Mas comentarei o texto (já que não jogo futebol).

    O problema não é só foco, é critério. Quando convém, fecha-se os olhos ao que quer que seja.

    Quanto ao Fidel, leiam a entrevista dele a Ramonet. Vale a pena, sendo contra ou a favor do regime. Eu tinha inúmeras restrições a Cuba. Algumas não tenho mais, outras ainda estou pensando.

    Beijos

  2. Juliano permalink
    segunda-feira, março 26, 2007 20:57

    Beleza, Fernando. O detalhe é que o Paulo FOI convidado, hehehe.

    Falta apenas um cidadão. Dou notícias.

  3. Fernando permalink
    segunda-feira, março 26, 2007 19:28

    Só pra confirmar, o Paulo também se convidou, apenas com a restrição das quartas-feiras, dia em que não pode.

  4. Juliano permalink
    segunda-feira, março 26, 2007 2:14

    Dani, desculpa, não tinha visto. Faltam três, mas já estou providenciando. Vai ter de sair esse futebol. Senão, vou enlouquecer.

    Ah, Eduardo, tu vais jogar futebol conosco, tá sabendo, né? Vamos ressuscitar os Galácticos.

    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: