Skip to content

Azul para a América

quarta-feira, fevereiro 14, 2007

Difícil não admitir uma certa euforia e nervosismo pela estréia do Grêmio na Taça Libertadores da América, amanhã, no Paraguai. Como bem disse a campanha lançada pelo clube, a competição faz parte da identidade gremista e dela já é indissociável. Entramos no universo do intocável e das projeções de vontade, mas tenho um bom sentimento em relação à participação Tricolor neste ano. Inúmeras são as causas dessa expectativa positiva: o foco do grupo, a competência de jogadores, direção e treinador, e até mesmo a disposição em fazer valer uma hierarquia regional que nos pertence desde sempre. Não entro nos quesitos técnicos, que isso parece enfadar ainda mais meus dois ou três leitores, majoritariamente colorados (talvez o faça após os jogos). Em verdade, há cerca de 24 horas antes do que pode ser o início da caminhada mais gloriosa do futebol gaúcho, táticas e formas de jogo é o que menos importa. O time está pronto. Um último suspiro de tranquilidade absoluta. O Grêmio parte para recuperar a aura da maior competição da América.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: