Skip to content

A elite e suas ilhas

quarta-feira, janeiro 31, 2007

Estive no final da tarde de hoje — por motivos estritamente profissionais, importante salientar — em um dos mais tradicionais clubes recreativos de Porto Alegre. Trata-se de agremiação que já conta algumas décadas de vida, em agradável setor próspero da capital, e de igualmente agradável infra-estrutura e atrativos. Ali, em meio a tantas e tantas pessoas preocupadas em ocupar-se da forma mais descontraída possível, tive o que denominaria uma “revelação”. Mino Carta, velho mestre entre poucos que tenho no jornalismo, manifesta desde sempre indizível ojeriza pelo que chama de “elite vulgar”, entre outros adjetivos pouco edificantes. Hoje o compreendi satisfatoriamente. Pois no grande átrio central do tal clube encontrei, vívidamente, diversos integrantes dessa camada privilegiada da população de nosso país. Ressalto, no entanto, que não vejo a recreação e a sociabilidade entre muralhas de forma totalmente negativa. Tampouco as atividades — essas sim edificantes —, que dividem-se entre o saudável colóquio informal entre pessoas que se prezam (ou não) e o silêncio ritmado das práticas esportivas. O que me causa espanto é a avidez com que acorrem para o isolamento do mundo externo aqueles que detêm as mínimas condições para se dizerem de alguma forma exclusivos. E assim, exclusivos, únicos, dispostos em pequenas porções de seres “especiais”, em conjugação com seus raros pares, entretêm-se em discutir o inútil, confabular grosserias e dedicar-se, com inacreditável ardor, ao ignóbil, ao fútil.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: