Skip to content

Quase pronto

terça-feira, janeiro 30, 2007

O Grêmio venceu a terceira partida em três, garantiu 100% e reduziu a quase nada as dúvidas que pairavam em relação à qualidade do time que enfrentará a maior das competições da América. Não há reparos, exceto a recorrente fragilidade dos adversários. O mérito do Tricolor, no entanto, está no fato de que a forma de jogar e a sintonia de todos os jogadores em torno de uma mentalidade concede a boa expectativa de repetir as atuações mesmo contra equipes mais fortes. Mano Menezes é gênio na arte de montar um grupo ponderado, ciente do quê e como precisa fazer — já digo há tempos, mas trata-se de um dos maiores treinadores que o Rio Grande já viu, independentemente de títulos conquistados, e mesmo isso já o tem. As únicas variáveis nessa equipe que já se antevê disputando acirradamente os primeiros lugares são os mesmos espaços do meio-campo. Parece claro que a preferência de Mano para este 2007 é o esquema 4-4-2, mas pergunto-me se essa certeza não estaria desperdiçando o talento de Leo Lima. Dos que jogaram até aqui, Ramon cede lugar a Lucas, que ocupa a segunda função, passando Diego Souza mais à frente, articulador junto com Tcheco. A novidade que é Carlos Eduardo causa essa única dúvida, muito mais presente na minha cabeça no que na do treinador gremista. 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: